Qual a origem do termo “fazer um quilo depois do almoço”?

16 10 2009

Vocês já devem ter ouvido sua avó (e todos os seguidores dela) dizerem:

“- Menino, não vá correr agora, você acabou de almoçar! Tem que fazer o quilo primeiro…”

Mas por que será que este termo é utilizado?

Assim como todos os sistemas do nosso organismo, o sistema digestivo é bastante complexo, uma vez que nos alimentos está a maioria dos nutrientes necessários para nossa sobrevivência. Sendo assim, eles precisam passar por vários processos, a fim de remover estes nutrientes, sendo reduzidos a partículas mínimas que serão absorvidas e distribuídas para as células.

Sistema DigestórioAssim que colocamos o alimento em nossa boca, ele já começará a sofrer o processo da digestão, realizado pelos dentes (ação mecânica – mastigação), pela língua e pela saliva (ação química – enzima ptialina), transformando-se em “bolo alimentar”.

Este bolo alimentar passará pela faringe em direção ao estômago, sendo empurrado através do esôfago, graças a movimentos peristálticos (movimentos involuntários do músculo liso).

No estômago, a ação dos movimentos peristálticos continuará ocorrendo e a ação química também, com a atuação do suco gástrico. Na transição entre este órgão e o intestino, há a presença do esfíncter pilórico, que permitirá que o bolo fique retido ali, sem que ocorram refluxos. Durante aproximadamente três horas, água e sais minerais são absorvidos nesta cavidade. Produto deste processo, o “quimo”, (uma vez que a ação química será bem mais intensa) seguirá para o intestino delgado, onde ocorrerá a maior parte da digestão e absorção do que foi ingerido, sendo que a degradação do restante das moléculas é feita pelo auxílio do suco intestinal, do suco pancreático, e da bile (produzida no fígado).

O alimento passa a ter aspecto esbranquiçado e torna-se mais aquoso, e é chamado, agora, de “quilo”, que vai sendo transportado para o intestino grosso.

A parte que não é aproveitada do quilo será, finalmente, evacuada pelo ânus sob a forma de fezes.

Você pode ver então porque costuma-se dizer que “fazemos” o quilo.

E como este processo é relativamente lento, durando em torno de 4 horas, antigamente acreditava-se que o melhor era ficar de repouso, não fazer extravagâncias, para que as energias do seu organismo concentrassem-se mais no sistema digestivo.

Mito ou não, fica aqui o esclarecimento deste processo tão singular e minucioso.


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: