Nunca Se Automedique

21 08 2009

Não se automedique, nem aconselhe medicamentos a ninguém. Procure um médico! Isso é sério, veja o que pode acontecer:

O médico estava passeando de carro pela área rural da cidade de Alagoinhas-Ba. Quando se deu conta, percebeu que estava com a gasolina ‘no cheiro’. Entrou no patrimônio e conseguiu chegar ao único posto existente. Tarde da noite, não viu viva alma no posto e, apesar de buzinar várias vezes, ninguém vinha atendê-lo.  Finalmente apareceu um rapazinho que lhe disse:

– Não adianta buzinar, porque o posto está fechado; a filha do dono morreu hoje e todo mundo tá no velório. Gasolina, só amanhã.

O médico pensa: ‘Se não posso seguir viagem e se vão abrir o posto só amanhã, vou pro velório também, já que não posso fazer mais nada’.

Lá chegando, aproxima-se do caixão por mera curiosidade, e de repente, observa algo extremamente raro. Olhou atentamente a moça e chamou o pai da falecida:

-Olha, sou médico, vou dar uma boa notícia pro senhor, a sua filha não está morta, está em estado catatônico;  parece morta, mas está viva!

O pai, nervosíssimo, pergunta:
– Nossa, que coisa, graças a Deus – e o senhor pode fazer alguma coisa?

O médico explica que há uma possibilidade, embora remota, de traze-la à vida.  Mas para isso, teriam que submetê-la a uma sensação  muito forte..

-Sensação muito forte??

-É, pra movimentar o coração, por exemplo, sexo, muito sexo! A sua filha tem namorado’?


Embora estranhando a pergunta, o pai respondeu sim, e que ele  se encontrava presente.

‘Bem, disse o médico, então tirem o corpo do caixão, levem para um quarto junto com o namorado, tranquem os dois e deixem que ele faça sexo nela à vontade’.

Ainda que com algumas reservas e achando aquilo estranhíssimo, o pai providencia para que seja feito tudo o que o doutor disse, mas pede para que ele fique, a fim de comprovar o resultado. Todos do velório esperando e passadas umas 4 horas abre-se a porta do quarto e, como por um milagre, a moça aparece vivinha da silva, corada, rindo atoa e com aquele ar feliz! Foi uma gritaria, uma grande alegria para todos, que logo querem esticar para uma festa e convidam o doutor. Este se desculpa, alegando que só quer abastecer o carro e ir embora, mas promete passar pela cidade de Alagoinhas uns dias depois. Claro que abriram o posto, abasteceram o carro (de graça), e o médico volta para casa.

Passados 15 dias ele decide cumprir o que prometera, passar pela cidade para ver como estava a jovem ex-defunta. Mas ao chegar ao posto,  repete-se a mesma cena de antes. Ninguém para atendê-lo. Depois de muito buzinar, aparece o mesmo rapazinho. Assim que reconheceu o doutor o jovem corre desesperado ao seu encontro e lhe diz:

–  Graças a Deus que o senhor voltou! A gente não sabia como encontrar o senhor e a gente tava esperando!  Imagina, doutor, o seu Engrácio, pai da menina que o senhor salvou, morreu há 2 dias, e metade da cidade já comeu o rabo do homem e ele não dá sinal de vida ! !

MORAL DA HISTÓRIA:

O MESMO MEDICAMENTO NÃO SERVE PARA TODOS!


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: