Um pra mim, um procê…

10 07 2009

Em uma cidadezinha do interior havia uma figueira carregada dentro do cemitério.

Dois amigos decidiram entrar lá à noite (quando não havia vigilância) e pegar todos os figos. Eles pretendiam fazer doce de figo e vender, ganhando boa grana. Pularam o muro, subiram na árvore com sacolas penduradas no ombro e começaram a dividir o’prêmio’.

– Um pra mim, um pra você.

– Um pra mim, um pra você.

– Pô, você deixou dois grandes caírem do lado de lá do muro!

– Não faz mal, depois que a gente terminar aqui pegamos eles.

– Então tá bom, mais um pra mim, um pra você.

Um bêbado, passando do lado de fora do cemitério, escutou esse negócio de
‘um pra mim e um pra você’ e saiu correndo para a delegacia. Chegando lá, virou para o policial:

– Seu guarda, vem comigo! Deus e o diabo estão no cemitério dividindo as almas dos mortos!

– Ah, cala a boca bêbado.

– Juro que é verdade, vem comigo.

Tanto insistiu, que os dois foram até o cemitério; chegaram perto do muro e começaram a escutar…

– Um para mim, um para você.

O guarda assustado:

– É verdade! É o dia do apocalipse! Eles estão dividindo as almas dos mortos! O que será que vem depois?

– Um para mim, um para você. Pronto, acabamos aqui. E agora?

– Agora a gente vai lá fora e pega os dois que estão do outro lado do muro…

– COOOORRRRREEEEEEEEEE!!!!!


Ações

Information

One response

14 07 2009
Fabíola Ariadne

Huahuahua Muito boa essa😀

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: