Os 3 últimos desejos de Alexandre, O Grande

10 07 2009

Quando à beira da morte, Alexandre convocou os seus generais e relatou seus três últimos desejos:

1 – que seu caixão fosse transportado pelas mãos dos médicos da época;
2 – que fossem espalhados no caminho até seu túmulo os seus tesouros conquistados (prata, ouro, pedras preciosas…); e
3 – que suas duas mãos fossem deixadas balançando no ar, fora do caixão, à vista de todos.

Um dos seus generais, admirado com esses desejos insólitos, perguntou a Alexandre quais as razões.

Alexandre explicou:

1 – Quero que os mais iminentes médicos carreguem meu caixão para mostrar que eles NÃO têm poder de cura perante a morte;

2 – Quero que o chão seja coberto pelos meus tesouros para que as pessoas possam ver que os bens materiais aqui conquistados, aqui permanecem;

3 – Quero que minhas mãos balancem ao vento para que as pessoas possam ver que de mãos vazias viemos e de mãos vazias partimos.


Ações

Information

One response

10 07 2009
PAULO GOMES

Alexandre, O Grande estava coberto de razão.
Aqui estamos apenas por um momento e tudo o que conquistamos vai ficar aqui mesmo. A vida é como uma sombra, como uma chuva, como um vento, tem início e fim. Hoje estamos vivos, amanhã não existiremos mais. Devemos acreditar em Deus, pois Ele criou a vida para que nós a vivessemos somente para um objetivo: servi-Lo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: